Google+ JULIO MACHADO: 18/12/2010

18 de dezembro de 2010

O que sei do amor

Sei que amor é fogo, que é sublime, que inspiração de poetas, mas sei um pouco mais:

O amor é motivo de insônia, perdemos noites e noites, quando estamos preocupados com entes amados ou mesmo quando brigamos com eles.

O amor também é motivo de muita angústia, sentimos vazio no peito quando temos saudade ou quando acabam as esperanças em ter o amor correspondido de alguém.

O amor faz chorar, manifestação descabida, ou por alegria ou por tristeza, no amor é quase sempre por dor, principalmente quando um já não vive, compartilha a mesma emoção, quando amar passa a existir somente para um enquanto outro sofre, ama, chora...

Amar enlouquece as pessoas e quando não o faz, torna o ser um tolo ao qual damos no nome de apaixonado.

Amar é isso, um lado bom da vida que te faz sofrer, amor é dor que todos sentem por prazer, é vício. Por mais mal que possa fazer e faz, você continua buscando, provando pelo simples fato de ser algo que te leva para onde jamais poderia chegar sozinho, te faz viver prazeres que somente ela proporciona. Como diz o poeta, "Amor é dor que dói e não se sente, é um não contentar-se de contente".

Eu sei o que e amor e quero sofrê-lo, enquanto eu sentir algo sei que estou vivo e sempre preparado para amar...


______________
J. C. DHALAGZAR
(jucsom)

Pensador